Maringá, PR: (44) 9 99701-2506 Cuiabá, MT: (65) 9 9600-0781

Aqui carreiras ganham asas

Banner do artigo Desmistificando o voo: como os pilotos lidam com turbulências (Versão Desktop) Banner do artigo Desmistificando o voo: como os pilotos lidam com turbulências (Versão Mobile)

Aviação

Desmistificando o voo: como os pilotos lidam com turbulências

O terror das viagens aéreas. Assim podemos chamar as turbulências que acontecem em voos de aeronaves. Experiência vivenciada por milhares de pessoas mundo afora, esse fenômeno que tem o poder de incomodar a vida dos passageiros mais experientes, é recebido com muita tranquilidade e serenidade pelos pilotos, que são bem treinados para lidar com situações como estas.

No conteúdo de hoje vamos conversar sobre este fenômeno dos ares, conhecer as suas causas, mas sobretudo, entender como os pilotos lidam com estas situações. 

Será que eles sentem medo? Saberemos a seguir.

Uma boa leitura!

O que são as turbulências aéreas?

Vamos ser bem diretos: uma turbulência aérea é um fenômeno atmosférico que acontece quando o fluxo de ar ao redor da aeronave se torna instável e desigual.

Com o fluxo de ar instável e desigual, a aeronave pode ser levada a ter movimentos irregulares e imprevisíveis, gerando sacudidas, vibrações e alterações na altitude durante o voo.

O que pode parecer bem assustador, na verdade é um fenômeno muito comum em viagens aéreas, e que precisa ser desmistificado para que não gere nas pessoas sentimentos de medo, nervosismo ou desespero.

Muitos inclusive comparam a turbulência em um avião com as ondas no mar em uma viagem de navio. Observamos o navio balançando, mas tão logo ele volta ao seu estado normal e a viagem continua sem problemas.

O que pode causar uma turbulência aérea?

É normal acharmos que as turbulências são causadas somente pela manifestação climática, como em situações de ventos fortes, tempos chuvosos ou nuvens bem pesadas e carregadas.  

Mas na verdade são variadas as causas de uma turbulência ocorrida em um avião, e podemos citar as principais:

  • Turbulência mecânica

Este tipo de turbulência acontece quando aeronaves passam pelos fluxos de ventos de estruturas sólidas, como ventos entre montanhas, de prédios, morros, dentre outros exemplos.

  • Esteira de turbulência

Este tipo de turbulência é resultado do próprio contato do avião com o ar. Neste caso ocorrem vórtices de vento rotativos gerados nas pontas das asas do próprio avião. É criado assim o que chamamos de esteira de turbulência e pode afetar uma aeronave que estiver voando pelo mesmo local na sequência. 

Esse é um dos motivos para que aviões mantenham certa distância uns dos outros.

  • Turbulência térmica

É uma das mais comuns, e acontecem com muita frequência em dias de calor, sobretudo no verão. É causada pelo aquecimento solar da superfície da terra, que por sua vez aquece a atmosfera inferior, resultando em correntes de vento irregulares.

  • Correntes de jato

É também chamada de turbulência de céu claro, pois ocorre em regiões sem nuvens, causando normalmente violentos ataques à estrutura da aeronave. 

Elas não são previstas pelos radares dos aviões e são corredores de ventos com velocidade acima de 100 km/h. 

Ao contrário da turbulência térmica, estas são mais intensas no inverno e sobre os continentes.

Como a turbulência afeta o voo?