Comissário de voo: conheça a origem dessa profissão
junho 9, 2020
Todos a bordo: Conheça 5 aviões com maior capacidade de passageiros do mundo
junho 23, 2020

O mundo é delas: as mulheres na aviação

As mulheres têm demonstrado sua força e competência no mercado de trabalho em diversos setores, na aviação não poderia ser diferente, e já faz muito tempo que as mulheres tem desbravado os céus em busca do seu espaço.

Subir os degraus da aviação não é uma tarefa muito fácil para qualquer um, e as mulheres têm feito isso com muita dedicação e esforços.

Quer saber um pouquinho sobre a trajetória da mulher na aviação? Então, nos acompanhe na leitura!

As primeiras mulheres da aviação  

Hoje as mulheres estão presentes em diversos segmentos da aviação, atuando como comissárias de voo, pilotos, comandantes, chefes de manutenção e a lista segue, mas nem sempre foi assim.

Uma das primeiras mulheres a ter a coragem de ingressar na aviação foi Ellen Church, Ellen foi a primeira comissária de voo, seu sonho na verdade era ser piloto, porém não foi aceita para exercer essa função, o que levou seus caminhos para o comissariado de voo, o que também resultou em grande avanço na aviação para a época (conheça a origem dessa profissão clicando aqui).

Outra pioneira da aviação foi Elisa Léontine Deroche, foi a primeira mulher a voar sozinha, em 22 de outubro de 1909, sendo também a primeira mulher a conquistar uma licença de pilotagem, onde recebeu sua licença de piloto concedida pela Federação Internacional de Aeronáutica. Já a norte-americana Amelia Earhart foi a primeira mulher a pilotar sozinha pelo oceano Atlântico e recebeu a condecoração “The Distinguished Flying Cross” por ter conquistado esse feito.

O Brasil possui duas grandes pioneiras da pilotagem de avião: Thereza de Marzo e Anésia Pinheiro Machado. As duas realizaram voo solo no mesmo dia, em 17 de março de 1922. Porém, Thereza é considerada a primeira mulher a piloto mulher do Brasil, já que sua licença foi emitida um dia antes da de Anésia.

Já a terceira brasileira a obter a licença para pilotar depois de Thereza e Anésia foi Ada Rogato em 1936, que conquistou o feito de ser a primeira mulher a pilotar um avião planador e a primeira piloto agrícola.

Vários outros nomes compõem essa lista, o fato é que graças a essas mulheres a aviação hoje conta com uma forte presença feminina, mas ainda a muito a ser conquistado.

A aviação para mulheres nos dias atuais

Para construir uma carreira na aviação há um longo caminho a ser percorrido, tanto para homens quanto para mulheres. Seguir o sonho de atuar na aviação, seja como comissário de voo, piloto ou em outras funções que existem no setor, exige dedicação, esforço e tempo, como é o caso de formação para pilotos por exemplo.

Muitas mulheres desejam consolidar carreira na aviação como comissárias de voo, enquanto outras mulheres iniciam na profissão de comissária de voo e a partir daí trilham seus caminhos até chegar a cabine de pilotagem de uma aeronave.

O caminho para pilotos mulheres é o mesmo que para os homens, embora esse seja um cenário predominantemente feito pelo gênero masculino. Porém, as dificuldades nessa área existem para ambos os sexos.

Apesar dos desafios naturais da profissão é um mercado que tem se mostrado cada vez mais receptivo para a atuação da mulher, inclusive muitas companhias aéreas têm investido em equilibrar seus quadros de funcionários com uma parcela maior de participação feminina. Isso é fruto do reconhecimento da competência e potencial das profissionais da aviação, assim como dessas mulheres tão inspiradoras, que abriram caminhos para a mulher na aviação.

E se você, mulher, deseja seguir esse lindo caminho que é a carreira de piloto, saiba que a Fly Eagle Escola de Aviação Civil está aqui para apoiá-la.

Ainda, se você deseja se aprofundar sobre o tema confira outros conteúdos exclusivos em nosso blog!

Quer saber mais sobre aviação e ingressar nessa profissão? Clique aqui e converse conosco!

Open chat
Olá, seja bem-vindo em nosso site, fale conosco rapidamente através do WhatsApp.