Piloto Privado: O que é e como se tornar um?

Profissão Comissário de Bordo: o que faz e qual o seu salário?
fevereiro 5, 2020

A carreira de piloto é a de maior influência nas companhias aéreas. Homens e mulheres sonham em seguir esse caminho tão prestigiado. O fato é que para se trabalhar como piloto há um longo caminho a ser percorrido entre cursos teóricos, práticos e horas de voo, e o primeiro passo é se tornar um piloto privado.

O que faz um piloto privado?

O piloto privado após formação, testes e cumprimento das horas de voo mínimas estabelecidas, recebe uma licença que o permite pilotar aeronaves privadas, em condições visuais de voo durante o dia ou noite, porém não recebendo remuneração para tal atividade.

Como ser um piloto privado?

Para se tornar um piloto privado, será necessário que o candidato seja aprovado no exame teórico aplicado pela ANAC, que tem por objetivo avaliar o nível de conhecimento teórico de cada aluno em 5 matérias. O teste é composto por 20 questões de cada matéria e para ser aprovado é necessário ter 70% de aproveitamento em cada uma delas.

Para se preparar para este teste o candidato precisa buscar uma instituição de ensino credenciada junto à ANAC (Agencia Nacional de Aviação Civil) e que possua procedência no ensino de pilotos.

No curso serão oferecidas aulas sobre conhecimentos específicos:

  • Meteorologia
  • Teoria de voo
  • Conhecimentos técnicos
  • Navegação
  • Normas e regulamentação para tráfego aéreo

Além de ser aprovado no exame aplicado pela ANAC será necessário ser submetido a exames médicos para obtenção do CMA (Certificado Médico Aeronáutico). Sem ele o candidato ficará restrito apenas a parte teórica do curso.

Com o CMA válido passamos para a parte prática do treinamento. São 40 horas de voo divididas em missões, onde o aluno recebe a instrução de um profissional qualificado e aprende a fazer o planejamento, passar o plano de voo, comunicação com a torre de controle, manobras de segurança, emergência e navegação. Este número de horas é estabelecido pela ANAC, para que o candidato a piloto possa requerer a realização do voo de avaliação. Podem ser necessários mais horas de voo de acordo com a desenvoltura de cada aluno, mas nunca será possível requerer o teste com número inferior de horas.

O voo de avaliação é realizado em companhia de um profissional examinador credenciado junto a ANAC, o qual avaliará se o candidato está apto ou não a receber sua licença de piloto privado.

Open chat
Olá, seja bem-vindo em nosso site, fale conosco rapidamente através do WhatsApp.
Powered by